The Handmaid's Tale

The Handmaid’s Tale é baseada na obra de Margaret Atwood, de 1985. A história, traduzida no Brasil como O Conto da Aia, narra a história de June em uma distopia onde as taxas de fertilidade caem por conta da poluição. Em meio a um Estados Unidos destruído, a República de Gileade, domina o Estado e o transforma em um regime totalitário escravizando as mulheres férteis. O enredo é forte, assim como o elenco que faz parte dessa trama. Não é a toa que a série foi premiada como Melhor Série em Drama no Globo de Ouro. Vem conferir os motivos para você assistir a essa série onde questões de gênero, o perigo de um Estado teocrático, patriarcado e esperança são abordados com grande ênfase.

No elenco de The Handmaid’s Tale, Elizabeth Moss – ganhadora do prêmio de melhor atriz de drama em série – interpreta Offred, uma mulher que torna-se Aia por ser uma das poucas mulheres férteis no país e no mundo. Além de Moss, a atriz Alexis Bledel (Rory Gilmore, de Gilmore Girls ♥) interpreta a companheira de Offred. Ela é classificada como uma traidora de gênero, título dado a pessoas homossexuais. O elenco feminino é forte e as atrizes, além de conhecidas, trazem seu talento para as telas. Outra personalidade conhecida é Samira Wiley (Poussey Washington de Orange is the New Black ♥), que interpreta uma amiga de Offred desde a faculdade.

Além das atrizes citadas, The Handmaid’s Tale possui um elenco quase que completamente feminino. Com exceção do Comandante, Nick o motorista e Luke o marido de Offred antes. A série é uma distopia que surpreende a cada episódio e não deixa você parar de assistir. Composta por 10 episódios, em Abril de 2018 lança a segunda temporada.

As questões técnicas da série na parte de filmagem chamam a atenção, pelos destaques em pequenos gestos, porém significativos no contexto. Assim como os figurinos, que tem um destaque a parte por cada “classe social” usar uma cor diferente. As Aias vestem vermelho, as senhoras vestem azul e as Marthas – que são como empregadas, vestem cinza. Além do figurino, o próprio nome das personagens remete aos seus senhores. Offred, Ofglen e assim por diante.

A série merece todo o destaque que vem tendo e é digna dos prêmios arrematados nas indicações das principais cerimônias desse segmento. A história abala nosso pensamento, nos faz refletir sobre diversas questões que vivemos e debatemos hoje. O final da série me prendeu e espero que Abril chegue logo, para assistir a segunda temporada.

A Série é original da Hulu, uma plataforma de Streaming que ainda não está disponível no Brasil.

Espero que tenham gostado dessa indicação de série, a primeira feita aqui no Blog. Deixem sua opinião sobre e comentem se já assistiram ou não The Handmaid’s Tale.

Share: