Crítica | Corra! (Get Out) – Um dos indicados ao Oscar 2018

Get Out Filme Corra

Indicado no Golden Globe e um dos favoritos a concorrer a prêmios do Oscar, Corra! Mostra muito além que questões raciais e preconceito, ele destaca o terror e suspense em uma família que esconde muito mais do que aparenta. O filme surpreende pela atuação do personagem principal Chris, interpretado pro Daniel Kaluuva, protagonista de um episódio na primeira temporada de Black Mirror. Espero que goste desse Terça com Pipoca!

Sinopse:

Chris (Daniel Kaluuva) é um jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana, Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Em Corra! ou Get Out em inglês, Chris embarca em uma viagem para conhecer a família de sua nova namorada, porém ele questiona se a família branca teria algum preconceito. A questão racial abordada no filme, é de todo muito condizente com a realidade. Apresentando logo no começo, o preconceito de um policial em cima do jovem. Em contraste com o policial, a família de Rose não apresenta nenhum preconceito, porém os empregados negros do local, parecem passar uma mensagem a Chris que algo mais acontece ali. A história é desvendada conforme Chris passa os dias na casa dos sogros e presencia cenas que julga serem somente sonhos.

Os diálogos dos personagens, encaixam-se de maneira muito inteligente no entendimento final do filme. Compreendendo, assim o que os convidados da festa organizada pela família realmente faziam ali e suas intenções. O filme me prendeu do começo ao fim, e entregou um final digno. Pois muitas vezes em filmes de suspense eu fico pasma com a burrice das pessoas, já em Corra! o personagem teve a garra necessária.

Daniel Kaluuva, merece elogios pela interpretação do personagem principal. Assim como Betty Gabriel, que interpreta a empregada da casa. Talvez, você conheça o GIF abaixo dela em uma cena marcante do filme que virou meme por aí. Além dos personagens, o cenário do filme é relativamente simples focando apenas na residência, mas mesmo assim, as cenas e o local chamam atenção pelas cores destacadas.

Betty Gabriel em Corra

A questão racial abordada no filme, não fica em segundo plano, podemos ver presente em diversas frases e atitudes durante o filme. Deixando o público pensativo sobre algumas coisas que escutamos e às vezes, falamos sem querer. Sobre o final do filme: o desfecho, como eu disse anteriormente, me deixou satisfeita e me surpreendeu, porque há uma conclusão científica e não baseada nos clichês de filmes de suspense. Sendo assim, o filme merece as indicações que está recebendo e só nos resta aguardar a cerimônia do Oscar para ver se Corra! vai arrebatar alguma estatueta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *